Decoração com arranjos de parede moderniza apartamento antigo

By on novembro 26, 2012

O arquiteto carioca Rodrigo Martins, 33 anos, radicado em São Paulo desde 2007, se sentia confinado em seu antigo apartamento de um quarto só. Durante a procura por um espaço maior, este imóvel de 132 m² no bairro do Jardim Paulista, com piso original de tacos e uma bonita parede curva na sala, foi paixão à primeira vista. “Primeiro aluguei por seis meses, até fnalmente conseguir fechar a compra.” Erguido nos anos 1970, o prédio não tem garagem, mas isso não foi problema. Ele e o companheiro não usam carro e só faziam questão de viver em um bairro onde pudessem circular a pé ou sobre duas rodas. “Estou a 3 km do meu escritório e vou trabalhar todos os dias de bicicleta”, conta. À noite, a bike descansa no hall do apartamento, no 5º andar. “Investi em um modelo dobrável, que coubesse no elevador.”

1/8

1/8

Na sala de estar, o sofá da Tok Stok faz parceria com as cadeiras de madeira LCW (Artesian). No canto, a escrivaninha antiga, laqueada de azul, virou bar.

2/8

2/8

O arquiteto Rodrigo Martins pilota sua bike dobrável.

3/8

3/8

A banda de bonecos veio do Nordeste e fica em exposição na sala ao lado do arranjo de quadros

4/8

4/8

A parede curvaexibe grafitede Derlon Almeida.

5/8

5/8

Sobre a mesa de jantar (Tok Stok), o morador dispõe a coleção de castiçais.

6/8

6/8

Cadeiras da Thonart e pendente da Lustres Yamamura. Na parede, fotos de viagens do morador. Ao lado da cadeira Bertoia vermelha, banco de brechó.

7/8

7/8

No quarto, a parede recebeu papel da coleção Grafismo, assinada por Marcelo Rosenbaum (Bobinex). Enxoval de Ari Beraldin. O criado-mudo é um antigo móvel de TV.

8/8

8/8

Na sala de estar, o sofá da Tok Stok faz parceria com as cadeiras de madeira LCW (Artesian). No canto, a escrivaninha antiga, laqueada de azul, virou bar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *