Pisos e azulejos: o que as empresas apresentaram de novo em Bolonha

By on dezembro 12, 2012

06-pisos-e-azulejos-cersaie

Os números são grandiosos: 972 expositores de 31 países levaram seus produtos até Bolonha para apresentá-los ao mundo. O avanço tecnológico que incorporou a impressão em alta defnição e a nanotecnologia à produção de cerâmicas e porcelanatos possibilitou a exibição de uma variedade incrível de peças com relevos, texturas e volumes. O que antes era plano agora é tridimensional. Mosarte e Portinari, presenças brasileiras no evento (o maior do mundo no setor), seguiram essa aposta. Reproduções féis de materiais como madeira, pedra, cimento e ladrilho hidráulico ganharam destaque. Basta ver a linha que Patricia Urquiola criou para a italiana Mutina. Por fm, peças de até 3 m confrmam o retorno do investimento em grandes formatos.

1/10

1/10

A textura de diversos tipos de tecido inspirou os israelenses do Raw Edges Design Studio a criar a coleção Tex para a italianaMutina. Os revestimentos de piso e parede (losangos de 20 x 11,5 cm) são modulares e multicoloridos, feitos de cerâmica.

2/10

2/10

Da Espanha vieram os grandes painéis (33,3 x 100 cm) de porcelanato com relevos geométricos. A Porcelanosa, uma das maiores empresas do setor, apostou em matizes neutros, que ressaltam o desenho com jogos de luz. As cores ainda não entraram no catálogo da marca.

3/10

3/10

Tons metalizados e relevos geométricos protagonizam os lançamentos da espanhola Apavisa. Prata, cinza e dourado conferemsofsticação aos porcelanatos (60 x 60 cm) para paredes criados pela empresa, que também tem tradição no trabalho com pedras naturais.

4/10

4/10

A beleza das formas orgânicas, dos arcos e dos ângulos se destaca na coleção Arte Moderna, da Mosarte. Oscar Niemeyer, Bruno Giorgi e Athos Bulcão são alguns dos artistas homenageados pela linha (usa mármore, madeira e ônix), já à venda no Brasil.

5/10

5/10

As tramas do tricô foram transformadas em porcelanato (22,5 x 90 cm) na nova linha da brasileira Portinari. As cores passeiam entre os neutros, os azuis e chegam às mesclas. Além do padrão da foto, há opções com outros pontos do trabalho manual. A partir de R$ 90 o m²

6/10

6/10

Mesmo em tonalidades discretas, as cores marcam presença na linha de cimentícios Azulej, desenhada por Patricia Urquiola paraa Mutina. As referências ao ladrilho hidráulico fcam claras não só pelos desenhos e cores como também pelo formato: 20 x 20 cm.

7/10

7/10

Até mesmo o aço inoxidável ganha seu similar de porcelanato. A ideia pode ser vista na linha Alloy Metaluxe, criada pela Everstone, empresa australiana. Com relevo diferente, a versão no tom bronze replica felmente a aparência do aço corten.

8/10

8/10

Depois da febre das cópias de madeira (todas as empresas possuem sua versão), ganha pontos quem se diferencia. A italiana Mirage investiu em réguas de até 120 cm de comprimento e com marcas de letras estampadas, remetendo às caixas antigasde transporte de café.

9/10

9/10

A coleção apresentada pela italiana EmilCeramica ganhou o nome de madeira petrifcada, em tradução livre. Graças à impressãode alta defnição, as placas de porcelanato (30 x 60 cm) reproduzem com fdelidade – e de uma só vez – os dois materiais

10/10

10/10

Peças de até 1,50 x 3 m (na foto, a alemã Porcelaingres) confrmam que os formatos gigantes vieram para fcar, assim como as peças slim, com espessuras entre 3 e 6 mm (contra os 11 mm convencionais). Boa-nova: sai o bege e elas ganham cores!


Dica do corretor Gonçalves para quem está precisando de competência de credibilidade para administrar seu condomínio. Saiba mais: www.goncalvesimoveis.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *